IT Pro, Windows Client

W8 – Utilitário DISKPART – 2/2 ! (**…) – N200

Share-it!
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Share on Google+0Email this to someone

Olá Pessoall, Td Bem ?

Complementando o post anterior, abaixo mais alguns comandos que podem ser utilizados no DISKPART.

Comandos para gerenciar discos dinâmicos:

* active

Utilize o comando active para definir o volume em foco atual como "ativo". Esta definição indica ao firmware que a partição é uma partição de sistema válida. O Diskpart verifica apenas se o volume consegue armazenar a imagem de inicalização de um sistema operacional, mas o utilitário não valida o conteúdo da partição. Se utilizar este comando, você poderá não conseguir reiniciar o computador.

* add disk=n [noerr]

Utilize o comando add para adicionar um espelho (mirror) ao volume em foco atual no disco especificado. Só são suportados dois volumes espelhados (mirror plexes). O volume em foco atual tem que ser um volume simples.

* assign [[letter=l]/[mount=path]] [noerr]

Utilize o comando assign para atribuir uma letra ou um ponto de montagem ao volume em foco atualmente. Se não especificar uma letra de unidade, será atribuída a letra de unidade disponível seguinte. Se a letra ou o ponto de montagem já estiver sendo utilizado, será gerado um erro, exceto se for utilizado o parâmetro noerr.

* break disk=n [nokeep] [noerr]

Utilize o comando break para quebrar o espelho (mirror) em foco atualmente.

* create volume simple [size=n] [disk=n] [noerr]

Utilize o comando create volume simple para criar um volume simples de grande dimensão no disco especificado.

* create volume stripe [size=n] disk=n[,n[,…]] [noerr]

Utilize o comando create volume stripe para criar um volume de conjuntos distribuídos (striped) nos discos especificados. O tamanho total do volume striped corresponde ao tamanho multiplicado (*) pelo número de discos.

* create volume raid [size=n] disk=n[,n[,…]] [noerr]

Utilize o comando create volume raid para criar um volume de conjuntos Raid-5 nos discos especificados. É atribuída em cada disco uma quantidade de espaço igual a "size".

* delete disk [noerr][override]

Utilize o comando delete disk para eliminar um disco dinâmico em falta da lista de discos.

* delete partition [noerr] [override]

Utilize o comando delete partition para eliminar a partição em foco atualmente.

* delete volume [noerr]

Utilize o comando delete volume para eliminar o volume em foco atualmente. Depois de utilizar este comando, serão perdidos todos os dados.

* extend disk=n [size=n] [noerr]

Utilize o comando extend para estender o volume simples ou estendido atual para o disco especificado. O comando extendsó funciona com volumes NTFS.

* import [noerr]

Utilize o comando import para importar todos os discos de um grupo de discos externo.

Se definir o foco num dos discos do grupo de discos externo, você poderá importar todos os discos do grupo. Depois de executar este comando, será perdido qualquer foco de volume ou de disco existente.

* online [noerr]

Utilize o comando online para voltar a colocar online um disco ou volume anteriormente colocado em modo offline. Não ocorrerá nenhuma alteração do foco ao utilizar este comando.

* remove [[letter=l]/[mount=path]/[all]] [noerr]

Utilize o comando remove para remover uma letra ou um ponto de montagem do volume em foco atualmente. Se utilizar o parâmetro all, serão removidos todos os pontos de montagem e letras de unidade atuais. Se você não especificar uma letra ou um ponto de montagem, será removido o primeiro caminho encontrado.

* retain

Utilize o comando retain para preparar um volume dinâmico simples que será utilizado como volume de sistema ou de inicialização.

 

Comandos para converter discos:

* convert mbr [noerr]

Utilize o comando convert mbr para definir o estilo de partição do disco atual como MBR. O disco poderá ser um disco básico ou um disco dinâmico, mas esse disco não poderá conter partições ou volumes de dados válidos.

* convert gpt [noerr]

Utilize o comando convert gpt para definir o estilo de partição do disco atual como GPT. O disco poderá ser um disco básico ou um disco dinâmico, mas esse disco não poderá conter partições ou volumes de dados válidos. Este comando só é válido em computadores baseados em Itanium; você poderá não ter êxito em computadores baseados em x-86.

* convert dynamic [noerr]

Utilize o comando convert dynamic para alterar um disco básico para disco dinâmico. O disco pode conter partições de dados válidos.

* convert basic [noerr]

Utilize o comando convert basic para alterar um disco dinâmico vazio para básico.

Comandos diversos

* exit

Utilize o comando exit para parar o Diskpart e devolver o controle ao sistema operacional.

* clean [all]

Utilize o comando clean para remover a formatação da partição ou do volume do disco em foco atualmente, colocando os setores a zero. Por padrão, apenas as informações de partições MBR ou GPT e eventuais informações de setores ocultos em discos MBR serão substituídas. Se especificar o parâmetro all, todos os setores poderão ser colocados a zero, podendo ser eliminados todos os dados contidos na unidade.

* rem […]

O comando rem não faz nada, podendo ser utilizado para comentar arquivos de script.

* rescan

Utilize o comando rescan para reanalisar todos os bus de E/S e identificar novos discos que possam ter sido adicionados ao computador.

Comandos de ajuda

* help

Utilize o comando help para ver uma lista de todos os comandos.

Fonte: http://support.microsoft.com/kb/300415/pt-br

Espero que este poste possa esclarecer as dúvidas sobre o uso dessa poderosa ferramenta.

Um grande abraço, até a próxima !

Enjoy ! Rock ! |..|,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Responda o enigma: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.